Missa do Papa em Aparecida será no interior do Santuário Nacional

Avalie esse post
Santuário Nacional de Aparecida (Foto: Carlos Santos/G1)Tribuna Bento XVI, localizada na parte externa do Santuário Nacional, será local onde fiéis poderão se aproximar do Papa Francisco em Aparecida. (Foto: Carlos Santos/G1)

A missa que o Papa Francisco irá celebrar em Aparecida (SP) no próximo dia 24 será realizada no interior do Santuário Nacional. A definição, anunciada pelo arcebispo de Aparecida Dom Raymundo Damasceno, foi tomada após meses de conversa e negociação entre a direção do santuário e a equipe responsável pela agenda do pontífice. 

Com isso, a celebração terá capacidade máxima para cerca de 15 mil pessoas que deverão passar por detectores de metal, segundo informações concedidas ao G1 no dia 10 de junho por Dom Darci Nicioli, bispo auxiliar de Aparecida.

No lado externo, serão montados telões para o restante do público. A missa será celebrada em português e deve durar cerca de 1h30.  O santuário foi procurado nesta segunda-feira (1º), mas informou que irá comentar sobre o assunto apenas no fim desta semana.

Dom Raymundo, que também é presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), afirmou que  apesar da missa ser ‘recolhida’ os fiéis ficarão próximos do Papa Francisco já que o pontífice argentino irá rezar com os fiéis na tribuna – uma área externa do santuário que fica em frente ao pátio onde está localizado o Centro de Apoio ao Romeiro.

“Ele (Papa Francisco) me disse: ‘após a celebração eu irei até a tribuna’, que hoje tem o nome do Papa Bento XVI, para rezar com o povo que estiver acompanhando a missa pelos telões na praça da Basílica, na praça norte, e saudar este povo muito querido, que são os devotos, os romeiros de Nossa Senhora Aparecida. Deste modo, ele não vai ficar distante do povo”, afirmou Dom Raymundo em entrevista à Rádio Vaticano divulgada no domingo (30).

“Além dessa aproximação que ele vai ter depois da missa na tribuna do Papa Bento XVI, ele vai percorrer o trecho da Basílica até o Seminário no papamóvel e retornará no papamóvel do Seminário até a Basílica, onde ele tomará o helicóptero de volta para o Rio de Janeiro na parte da tarde”, disse Dom Raymundo (ouça entrevista).

No Seminário Bom Jesus, onde o Papa deve almoçar e descansar, o pontífice deve abençoar uma imagem do Frei Galvão, primeiro santo brasileiro. “Esta imagem depois será levada em procissão bem mais tarde, em uma época a ser determinada ainda, provavelmente no mês de outubro para o local onde será construído o futuro santuário dedicado a este grande santo”, disse Damasceno.

Segurança
Um esquema envolvendo Exército, Polícia Federal, além de policiais militares, rodoviários e bombeiros foi planejado para a segurança do Papa Francisco e dos fiéis que irão para Aparecida no dia da visita. São esperados pelo menos 200 mil fiéis no dia da visita do líder religioso. O aparato de segurança envolve ainda fechar as portas do Santuário Nacional horas antes da visita do Papa Francisco para fazer uma varredura.

Além do aumento do efetivo para a segurança, também serão construídas barreiras separando o público dos locais onde o Papa Francisco irá percorrer com o Papamóvel. O trajeto de Papamóvel do pontífice argentino entre o Santuário Nacional e o Seminário Bom Jesus, onde ele irá almoçar, deve durar cerca de 45 minutos. A visita do Papa Francisco faz parte da programação da Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. A previsão é que ele chegue a Aparecida às 10h e celebre uma missa no Santuário Nacional.